2 de mar de 2011

Olá

Querido Miguel,

     Olá. Não vou perguntar como está. Tenho visto nas manchetes em jornais, revistas e internet. Sei que está muito bem, muito melhor que quando fui embora. Mas eu devo perguntar se já superou sua separação com Daniela. É meu dever, como sua melhor amiga, ou ex-melhor amiga, já que você não responde minhas cartas. Sei que parti seu coração. Sei também que não consegue me perdoar. Fico pensando se pega minhas cartas antes de dormir e as relê, travando uma batalha interior sobre respondê-las os ignorá-las. Gosto de pensar que sente vontade de dizer algo para mim, de talvez me telefonar... Mas também o conheço desde me entendo por gente e lembro que, se quisesse fazê-lo, já o teria feito. Essa é a trigésima terceira carta que te mando neste ano. Gostaria que reconhecesse minhas tentativas.
The letter
( por *yaamas em www.deviantart.com)
     Estou desistindo. Você sabe disso. Sabe que é difícil, para mim, ignorar sua indiferença. Talvez essa seja minha última carta destinada a você. Não sei mais o que dizer ou como explicar minhas atitudes passadas. As outras cartas são repletas de lamentos e explicações, tentativas toscas de expressar como quero que acredite em minhas palavras. Sei que, ao lê-las, sai um riso amargo por entre seus lábios. Mas sei também que você as lê. Lê todas, mesmo que não as responda. Sei que seria incapaz de armazená-las em uma gaveta qualquer sem saber o que digo. Eu já disse que me arrependo de tudo o que falei, e de ter ido embora, e de ter pedido que escolhesse entre minha amizade e sua noiva. Lembro-me de todas as palavras duras e as acusações bobas que saíram de minha boca. Vi a dor nos seus olhos e tenho esperanças de que tenha visto a dor nos meus, também; assim saberá que palavras ditas no calor do momento podem ferir, mas nem sempre são sinceras.
     Eu disse que te odiaria se casasse, querido, mas foi tudo uma grande mentira. E também foi egoísta. Eu devia estar ao seu lado, ser sua madrinha, sorrir de felicidade porque você estava sorrindo. Simplesmente fiz tudo errado conosco, com o que éramos... E olhe o que me tornei: uma pessoa que escreve cartas para outra que nem as responde!
     Pensando bem, continuo sendo a mesma boba que fui, só que com um pouco menos de dignidade. É sua última chance de aceitar minhas desculpas, Miguel, é a última carta que lhe escrevo. Se for ignorada, vou entender como um adeus. Só não finja que não quer dizer olá.

Tenho saudades e odeio admiti-lo. Beijos e cuide-se.
                                                                    Alice. 

Texto feito para o Projeto Bloínquês, 32ª Edição Cartas



Nota: 9.9.
Comentário do avaliador:  "A ganhadora se destacou pela criatividade com a qual usou o tema proposto. Fica a dica! Surpreender é a melhor forma de vencer." (Vinícius Ferrari) 

17 comentários:

Elania disse...

Ficou uma dúvida. Alice era apaixonada por Miguel? :x

Muito, muito linda a carta, me vi em alguns momentos.
Tocante.

Ana Stiehl disse...

Obrigada pelo comentário. Fico muito feliz que tenha gostado. :*

Mari Melo disse...

Olá Ana!! Que legal você gostar de escrever, dou o maior apoio! É muito bom quando a gente encontra uma paixão na vida!!

Beijinhos, querida, e boa sorte com seus textos!

Felizvros Para Sempre
http://tiny.cc/3ipcr

Ana Stiehl disse...

Obrigada Mari! :D

Sandra disse...

Lindo e belo..
Visitando e compartilhando o Projeto.
Deixo um abraço na lembrança. Compartilhando do projeto Bloínquês.
http://sandrarandrade7.blogspot.com/2011/03/coletiva-bloinques.html
Vou te esperar com um abraço.
Carinhosamente,
Sandra

Sandra disse...

O amor é algo que devemos descobrir...
Sandra

Ana Stiehl disse...

Obrigada! :)

Lari Paschoin disse...

Nossa... Adorei.
Nossa.
Sempre conseguindo traduzir sentimentos, Aninha. Você é demais.

Ana Stiehl disse...

Obrigaaada Lazinha! *-*

Vinicius Ferrari disse...

E ficou a dúvida, seria ela apaixonada por Miguel? Será? AMEI seu texto, de fé. Já me fizeram essa infeliz pergunta uma vez, OU EU OU ELA. Mas no meu caso era amor de amigos mesmo. Enfim, parabéns mesmo! Dentro do tema fugindo do clichê! *-*
Beeijos e bom carnaval!

Ana Stiehl disse...

Obrigaaada Vinícius! Na verdade nem eu sei se ela é apaixonada por ele, KKKKK. Obrigada por comentar e volte sempre. Beijos e igualmente.

• cynthia bs disse...

Obrigada pela visita e parabéns pelo primeiríssimo lugar na "edição cartas". Ficou belíssima mesmo.

Beijos e ótima semana (:

Ana Stiehl disse...

Obrigada Cynthia! :D

Bibiana Benites disse...

Ana, lindo teu espaço!
Seja bem-vinda ao "Enttreaspas". Bom te ver lá.
Beijos meus.

Ana Stiehl disse...

Obrigada Bibiana! :D

Roberta Galdino disse...

ótimo texto
meus parabéns
te sigo

http://rgqueen.blogspot.com/

Ana Stiehl disse...

Obrigada! =)