4 de out de 2010

Assustador

É assustador como os pensamentos se embaralham, como as certezas se dissolvem num mar de dúvidas, como a confiança é quebrada em milhões de pedaços de um segundo para o outro sem que isso importe realmente, como a convivência, os segredos, as atitudes, tudo o que é notado, guardado dentro de nós todos os dias não mostra o que uma pessoa verdadeiramente é. 
Eu não sei quem eles são, por mais que eu pense que sei. Há sentimentos obscuros guardados em seus íntimos, há atitudes secretas em seus passados, há ideias sombrias em suas mentes, mas tudo o que noto, tudo o que transparece é a alegria, a raiva, a tristeza... sentimentos que, na verdade, vêm de lugares que já não imagino.
Costumava tentar desvendar cada centímetro de cada um que passava por mim, pela minha vida, lendo nos sorrisos, nos olhares, nos gestos, o que eu pensava ser importante e real, mas isso é tudo mentira, é tudo máscara, mesmo que neguem.
Pessoas só sabem de nós aquilo que queremos que elas saibam, e só sabemos dos outros o que eles desejam, essa é a mais pura verdade. Não importa quão próximas sejam, quão amigas se tornem, haverá sempre muitas faces de uma mesma pessoa que são desconhecidas.

Eu não os conheço. Eu nem me conheço.

Leia também o Blog da Larissa:
http://ameninaquesonhava.blogspot.com/

Nenhum comentário: